Trilho

O trilho de Pitões das Júnias desenvolve-se nas proximidades da aldeia do mesmo nome, onde é possível observar-se a paisagem típica de áreas graníticas. A região foi sujeita a um longo período de influência humana, de que a pastorícia e o fogo são os principais factores degradativos.

Como resultado dessa acção, a vegetação que cobre a região corresponde a séries degradativas de matos (tojais e urzais). Apenas no fundo do vale da ribeira do Beredo se desenvolve uma mata de folhosas, dominada pelo carvalho alvarinho, correspondente à vegetação espontânea da zona.

A transição entre os matos de altitude e a floresta do fundo do vale faz-se através de uma paisagem em que as pastagens permanentes (lameiros), irrigadas por um sistema de condução de água por gravidade, surgem enquadradas por sebes e pequenas manchas florestais.